Expediente Anunciar Contatos Sábado, 18 de Novembro de 2017

cometa azul

Unemat e ICMBio: pesquisa estuda interações entre aves e vegetais
Data:16/05/2017 - Hora:13h44
Unemat e ICMBio: pesquisa estuda interações entre aves e vegetais
Breno Vitorino

A Estação Ecológica (Esec) da Serra das Araras, unidade de conservação (UC), gerida pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), nos municípios de Porto Estrela e Cáceres, Mato Grosso, sedia pesquisa científica que busca identificar interações mutualísticas entre aves frugívoras (alimentam-se de frutos sem danificar as sementes) e espécies vegetais, além de analisar as propriedades emergentes dessa rede de interações.

O estudo envolve alunos e pesquisadores do programa de pós-graduação em Ciências Ambientais da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) e é desenvolvido pelo mestrando Breno Dias Vitorino, com a parceria da professora Angélica Vilas Boas da Frota, sob orientação do professor Josué Ribeiro da Silva Nunes e coorientação da professora Solange Kimie Ikeda Castrillon. A pesquisa conta com coletas mensais que ocorrem desde agosto de 2016.

Breno explica que o mutualismo é um tipo de interação estabelecida entre diferentes espécies na qual todas são beneficiadas. Essas interações geralmente envolvem várias espécies, formando uma rede, na qual as espécies se conectam pelas interações. Essas redes são denominadas complexas, em função das propriedades que emergem na avaliação do conjunto como um todo. Propriedades essas que não são possível de se observar avaliando as interações de maneira isolada, por exemplo.

No estudo, são contempladas aves frugívoras que, ao obterem nutrientes por meio dos frutos, podem atuar no processo de dispersão de sementes. Para as espécies vegetais, esse é um processo-chave na sua propagação e colonização de ambientes, já que não é viável para a “planta mãe” que suas sementes sejam dispersas sob ela. Quanto maior a distância que suas sementes forem dispersas, maiores são suas chances de proliferação.

Ainda segundo o pesquisador Breno, o conhecimento acerca das redes de interações mutualísticas estabelecidas entre aves frugívoras e plantas em uma unidade de conservação preservada há mais de 30 anos, como a Estação Ecológica da Serra das Araras, fornece informações relevantes para a compreensão dos processos ecológicos e evolutivos das espécies envolvidas e levanta informações de como os membros das comunidades se relacionam em ambiente natural. Além de disso, esse conhecimento tem grande valia para medidas conservacionistas aplicadas em ambientes que sofreram ou sofrem algum tipo de impacto.

A Estação Ecológica da Serra das Araras já recebeu diversas pesquisas relacionada às aves que habitam a unidade, mas essa investigação da relação da avifauna com a vegetação numa rede de interações complexas é um estudo novo para a UC e pode trazer muitas inovações para a própria gestão, salienta Marcelo Leandro Feitosa de Andrade, chefe da Esec.

Breno aproveita para agradecer a Unemat, ICMBio, Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Aves Silvestres (Cemave/ICMBio) e ao Herbário do Pantanal Vali Joana Pott (Hpan) pelo apoio, assim como a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) pela bolsa de mestrado.
 


fonte: Assessoria de Comunicação ICMBio

»     COMENTÁRIOS
 
\\ PUBLICIDADE
água prisma 2
Juba Supermercados
prisma 2
areeira monte verde
jane
Contec Contábil
\\EDITORIAIS
  • Agronegócio
  • Anúncios e Comunicados
  • Artigos
  • Cidades
  • Cultura
  • Economia
  • Educação
  • Esporte
  • Gastronomia
  • Geral
  • Humor
  • Meio Ambiente
  • Polícia
  • Política
  • Pontos Turísticos
  • Saúde e Bem Estar
  • Social
  • Utilidade Pública
  • Variedades
  • Galeria de imagens
  • Diário de Cáceres 2014 Copyright © Todos direitos reservados Desenvolvimento de sites