Expediente Anunciar Contatos Domingo, 19 de Novembro de 2017

fael clique

Conta de Luz chega em novo formato a partir de Julho
Data:03/07/2017 - Hora:14h32
Conta de Luz chega em novo formato a partir de Julho
assessoria

A fatura de energia dos clientes da Energisa Mato Grosso mudou. A partir deste mês, as contas chegam com um formato que facilita a leitura e dá destaque a algumas informações, como o número da Unidade Consumidora e do Call Center. A principal mudança acontece na área do demonstrativo da fatura. Antes, vinham descritos todos os impostos em linhas separadas e o total da fatura só aparecia na parte de baixo do documento. Agora, o valor já aparece totalizado na área “Demonstrativo” e em uma mesma linha é possível ver qual porcentagem equivale a cada imposto.

A mudança na forma de apresentação foi realizada para atender os regulamentos do ICMS de cada Estado e não tem nenhum impacto no custo final cobrado ao cliente. A composição da tarifa continuará exatamente como era antes, mantendo a transparência adotada em todo Grupo Energisa. Todas as informações que vinham na fatura anterior continuam no novo formato, porém, distribuídas de maneira mais direta.

Para deixar os clientes por dentro de todas as mudanças, a Energisa começa, nesta segunda-feira (03) a apresentar a nova fatura de energia nas redes sociais e no site das distribuidoras. No decorrer desta semana, as 143 agências de atendimento de Mato Grosso terão cartazes e panfletos explicativos para que os clientes consigam visualizar as informações campo por campo.

Caso o cliente tenha dúvida ao receber a conta de luz, ele pode entrar em contato pelos nossos canais de atendimento.

Entendendo a Tarifa  -  A tarifa de energia elétrica é composta por custos de distribuição, transmissão e geração de energia, além de encargos e impostos que são somados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). O preço final é dividido em duas parcelas: Parcela A (custos não gerenciáveis, ou seja, associados à geração de energia, tais como compra e transmissão de energia e encargos setoriais) e Parcela B (custos gerenciáveis, ou seja, administrados pela própria distribuidora, como operação e manutenção e remuneração dos investimentos). É por meio dessa parcela que as empresas distribuem energia a todos os clientes, pagam funcionários, fornecedores e prestadores de serviço, mantêm e ampliam a rede e os sistemas elétricos, além de investirem na modernização e melhoria crescente da qualidade dos serviços prestados.


fonte: assessoria

»     COMENTÁRIOS
 
\\ PUBLICIDADE
água prisma 2
panvet
prisma 2
São matheus
Contec Contábil
areeira monte verde
\\EDITORIAIS
  • Agronegócio
  • Anúncios e Comunicados
  • Artigos
  • Cidades
  • Cultura
  • Economia
  • Educação
  • Esporte
  • Gastronomia
  • Geral
  • Humor
  • Meio Ambiente
  • Polícia
  • Política
  • Pontos Turísticos
  • Saúde e Bem Estar
  • Social
  • Utilidade Pública
  • Variedades
  • Galeria de imagens
  • Diário de Cáceres 2014 Copyright © Todos direitos reservados Desenvolvimento de sites