Expediente Anunciar Contatos Domingo, 19 de Novembro de 2017

maxnet

Dupla presa em Cáceres confessa que matou dentista em Juara
Data:29/09/2017 - Hora:11h17
Dupla presa em Cáceres confessa que matou dentista em Juara
arquivo

A dupla que foi presa na última segunda-feira (25), depois de serem apontados como os principais suspeitos de terem participado do assassinato do dentista Josilei Gaspar, morto com dois tiros após ser sequestrado em sua caminhonete Hilux, no final de semana, em Juara, distante a 640 quilômetros de Cuiabá, confessou o crime durante o interrogatório na tarde de ontem. 

Os presos foram identificados como Fábio Almeida dos Santos, de 24 anos e Raul Cesar de Oliveira Conradi, de 22 anos. Eles confessaram ao delegado Carlos Henrique Engelmann, que o crime foi motivado pelo roubo da caminhonete, que seria trocada por cocaína na Bolívia, e não, que foram pagos para matar o dentista por conta de uma disputa de terras igual à família suspeitava desde o dia do crime. 

No entanto, os criminosos mudaram a versão do caso. No primeiro depoimento, quando foram presos, a dupla contou que iriam atuar apenas no transporte da caminhonete. Mas, ao delegado responsável pelo caso, os bandidos contaram que cada um deles receberia R$ 2 mil para roubar o veículo e entregar para outra pessoa. 

Josilei foi sequestrado por três homens na fazenda dele que fica às margens da MT-338. As imagens do Circuito Interno de Segurança mostraram os criminosos entrando na área encapuzados. Na fuga, os criminosos levaram a caminhonete. 

Depois do sequestro, amigos e parentes tentaram ligar para Josilei, no entanto, ele não atendeu e nem retornou nenhuma das ligações. 

Nisso, os amigos resolveram ir até a chácara. No local, todos os móveis estavam revirados. O Grupo Especial de Fronteira (Gefron) também foi acionado para dar apoio. 

O corpo foi encontrado na tarde de domingo (24) em uma região cascalheira, em Cáceres, distante a 250 quilômetros de Cuiabá, com perfurações de bala na nunca, sinais de tortura, além de estar com os pés e mãos amarrados. 

No momento da prisão, um dos criminosos usava o óculo e a aliança de casamento da vítima. 

Apesar de dois dos criminosos já terem sido interrogados, o delegado afirmou que as investigações continuam até que a polícia consiga identificar e prender o terceiro participante do crime.


fonte: Diário de Cuiabá

»     COMENTÁRIOS
 
\\ PUBLICIDADE
Juba Supermercados
dunga
prisma 2
jane
São matheus
Contec Contábil
\\EDITORIAIS
  • Agronegócio
  • Anúncios e Comunicados
  • Artigos
  • Cidades
  • Cultura
  • Economia
  • Educação
  • Esporte
  • Gastronomia
  • Geral
  • Humor
  • Meio Ambiente
  • Polícia
  • Política
  • Pontos Turísticos
  • Saúde e Bem Estar
  • Social
  • Utilidade Pública
  • Variedades
  • Galeria de imagens
  • Diário de Cáceres 2014 Copyright © Todos direitos reservados Desenvolvimento de sites