Expediente Anunciar Contatos Sábado, 18 de Novembro de 2017

cometa azul

Homem que matou mulher à facada em Mirassol já está preso
Data:14/10/2017 - Hora:13h01
Homem que matou mulher à facada em Mirassol já está preso
Joner Campos

Mirassol D’Oeste - Um homem suspeito de assassinar Tatiane Fernanda Rodrigues, 35 anos, conhecida pelo apelido de “Dona Tati”, foi preso após tentar fugir, na tarde desta sexta-feira (13), na Avenida Presidente Tancredo Neves, em Mirassol D’Oeste.

De acordo com informações dos Policiais do 17ª BPM, Devair de Paula Leite, 37 anos, matou a facadas a vítima na manhã da quinta-feira (12), no bairro Jardim São Paulo, em Mirassol D’Oeste (distante 295 km de Cuiabá).

Ainda de acordo com a Policia Militar de Mirassol D’Oeste, nesta sexta-feira (13) por volta das 16h, após ter realizado diversas diligências em áreas urbanas e rurais, conseguimos lograr êxito em prender o autor do homicídio doloso. Devair de Paula Leite, recebeu o apoio do seu tio para tentar evadir da cidade, em um Uno de cor azul, e que na entrada de Mirassol D’Oeste após pegar o suspeito no Distrito de Sonho Azul, foram presos pela guarnição da PM.

Ao ser indagado pelos policias, o mesmo confessou a autoria do homicídio, e alegou que estava sendo chantageado pela vítima, que em determinado período a vítima teria colocado no quarto do casal roupas intimas para tentar prejudica-lo com sua esposa.

Segundo o suspeito no dia do fato, estava indo para a fazenda onde trabalha, quando foi interceptado por Tatiane por volta das 5h da manhã, e que em tom ameaçador a mesma disse que iria cortar com faca a sua mulher e começou a discussão no meio da rua, e que ele correu até sua residência, pegou a faca e desferiu os golpes na vítima.

As pessoas que auxiliaram o autor de um crime a tentar fugir, a se esconder da ação da autoridade policial, pode ser punida com até 6 (seis) meses de detenção. Contudo, existem situações em que os sentimentos de amor, amizade, bem como os laços familiares, fazem com que seja impossível ao cidadão agir de outro modo. Ou seja, o sentimento é tão forte que faz com que o indivíduo prefira se submeter aos rigores da lei do que delatar a pessoa amada. Seria, inclusive, uma grande injustiça punir uma mãe que não quer denunciar seu filho. Para evitar essa espécie de injustiça, o legislador brasileiro definiu que é isento de pena o ascendente, o descendente, o cônjuge e o irmão do criminoso, que, movidos por esses sentimentos, prestam auxílio ao mesmo. Fonte Legal: Art. 348, §2° do Código Penal.


fonte: Joner Campos

»     COMENTÁRIOS
 
\\ PUBLICIDADE
água prisma 2
água prisma 2
prisma 2
areeira monte verde
jane
São matheus
\\EDITORIAIS
  • Agronegócio
  • Anúncios e Comunicados
  • Artigos
  • Cidades
  • Cultura
  • Economia
  • Educação
  • Esporte
  • Gastronomia
  • Geral
  • Humor
  • Meio Ambiente
  • Polícia
  • Política
  • Pontos Turísticos
  • Saúde e Bem Estar
  • Social
  • Utilidade Pública
  • Variedades
  • Galeria de imagens
  • Diário de Cáceres 2014 Copyright © Todos direitos reservados Desenvolvimento de sites