Expediente Anunciar Contatos Terça-feira, 23 de Outubro de 2018

cometa outubro rosa 2018

Energisa: equipamento inédito evita que clientes sejam desligados
Data:10/03/2018 - Hora:16h55
Energisa: equipamento inédito evita que clientes sejam desligados
assessoria

Entrou em operação em Mato Grosso na sexta-feira (09) mais um equipamento inédito no segmento de distribuição de energia no Brasil. Construído sob encomenda para a Energisa, o Barramento Móvel de Média Tensão atuará evitando que clientes da empresa fiquem sem energia quando ocorrerem manutenções programadas e de emergência em barramentos de subestações.

 

Esse é o terceiro equipamento pioneiro que a Energisa Mato Grosso realiza no setor elétrico. O primeiro foi a subestação móvel fragmentada, que entrou em operação em 2015 e o segundo foi o Compensador Síncrono Rotativo, que começou a atuar em 2017. Para esse novo projeto, o investimento da empresa foi de R$ 3,8 milhões. Os três equipamentos trouxeram benefícios significativos para os clientes da Energisa Mato Grosso.

 

O equipamento, que foi produzido pela empresa WEG, é montado em uma prancha de 17,5 por 3,0 metros, contendo conexão com transformador e com alimentadores 34,5x13,8 kV. Possui sistema de automação completo para comando e supervisão remoto no Centro de Operações da Energisa Mato Grosso.

 

Luciano Vogel, gerente do departamento de manutenção de Subestação e Linhas de distribuição de Alta Tensão, conta que a ideia surgiu da necessidade de encontrar alternativas para evitar que o cliente ficasse sem energia nas manutenções em barramentos. “Algumas subestações em Mato Grosso são muito antigas e foram construídas de maneira que impossibilita a manutenção convencional e trabalho em linha viva. Sem essa opção, começamos a fazer estudos e análises que nos levaram a esse projeto inédito”, relata Luciano.

 

O equipamento foi ligado ontem pela primeira vez na subestação de Nobres. Até então, para fazer uma manutenção em um barramento era preciso desligá-la inteira, fazendo com que milhares de clientes ficassem sem energia. Nesta sexta, por exemplo, quatro circuitos da região de Nobres seriam desligados para a manutenção atingindo 9.824 clientes porém, com o Barramento Móvel, nenhum foi desligado. E na próxima instalação, prevista na cidade de Cáceres, serão 22.492 clientes beneficiados.

 

“Manutenção no sistema elétrico é vital para se obter confiabilidade e continuidade dos serviços, porém em muitos casos ainda é necessário promover desligamentos de muitos clientes para implementar benefícios ao sistema. Este equipamento, para este tipo de manutenção em subestação, evita estes desligamentos. O Barramento Móvel surgiu pela preocupação que nosso corpo técnico e de Gestão tem em oferecer conforto e segurança para todos os clientes da Energisa Mato Grosso”, diz o Amaury Damiance, diretor-presidente da Energisa Mato Grosso.

 

Como é um projeto inédito, o Barramento Móvel será apresentado em seminários do setor elétrico, especialmente nos SENDI (Seminário Nacional de Distribuição), onde todas as concessionárias do País apresentam suas melhores práticas com a intenção de promover o benéfico para todos os consumidores de energia do País.

 


fonte: assessoria

»     COMENTÁRIOS
 
\\ PUBLICIDADE
água prisma 2
Juba Supermercados
São matheus
prisma 2
jane
Contec Contábil
\\EDITORIAIS
  • Agronegócio
  • Anúncios e Comunicados
  • Artigos
  • Cidades
  • Cultura
  • Economia
  • Educação
  • Esporte
  • Gastronomia
  • Geral
  • Humor
  • Meio Ambiente
  • Polícia
  • Política
  • Pontos Turísticos
  • Saúde e Bem Estar
  • Social
  • Utilidade Pública
  • Variedades
  • Galeria de imagens
  • Diário de Cáceres 2014 Copyright © Todos direitos reservados Desenvolvimento de sites