Expediente Anunciar Contatos Sábado, 18 de Agosto de 2018

unimed serviços credenciados

Fórum de Cáceres reintegra reeducandos à sociedade
Data:27/03/2018 - Hora:10h34
Fórum de Cáceres reintegra reeducandos à sociedade
assessoria

Oportunidade de recomeçar. O Fórum da Comarca de Cáceres (225 km a oeste da Capital) iniciou em 2015 o projeto de reintegração social com reeducandos pertencentes ao regime semiaberto do sistema prisional do município.
 
A parceria do Poder Judiciário de Mato Grosso (PJMT) com o presídio municipal de Cáceres conta atualmente com dois reeducandos que prestam serviços gerais em manutenção, pintura, elétrica, lavagem e atividades relacionadas ao ofício de pedreiro nas instalações do Fórum da cidade.
 
O projeto prevê além da reinserção e o trabalho prestado à comunidade, a progressão da pena dos detentos, convertendo três dias de trabalho em um dia a menos de cumprimento no regime semiaberto.
 
A gestora geral da Comarca de Cáceres, Odanil Corbelino, servidora há mais de 18 anos, foi a idealizadora da parceria e avalia como muito positiva a participação dos reeducandos no Fórum do município. “Fizemos um pedido para o juiz corregedor, à época, porque nós precisávamos de mão de obra. E foi então que, com muita satisfação, o juiz nos cedeu alguns reeducandos. É um trabalho que está tendo êxito, tanto para nós, quanto para eles. Estamos muito satisfeitos. O trabalho deles é muito valioso, de suma importância para nós e é a chance de um recomeço para eles.”
 
Para o reeducando Ueliton Souza, há oito meses prestando serviços no Fórum de Cáceres, o projeto é uma forma de se reintegrar à sociedade, em vez de estar ocioso no sistema prisional. “É bom trabalhar aqui, em vez de estar lá dentro [da prisão] sem fazer nada. Aqui você está trabalhando e pensando no futuro, nos planos para fazer daqui pra frente. Se a gente fica lá, sem fazer nada, acaba pensando em coisas que não deve. Eu aprendi tudo no sistema prisional, antes eu não sabia fazer esses serviços.”
 
O reeducando inclusive já tem planos para o futuro, após cumprir sua dívida com a justiça. “Quando eu sair de lá [da cadeia municipal] estou pensando em fazer cursos de pintura, pedreiro e pretendo continuar nessa profissão. Se tudo der certo em janeiro do ano que vem já estarei livre”.
 
A possibilidade de recomeço é um direito de todos os cidadãos. Ações como essa mostram o compromisso do Poder Judiciário de Mato Grosso com a justiça e a dignidade para toda população, através da ressocialização daqueles que já quitaram seu débito com a sociedade.


fonte: Marco Cappelletti

»     COMENTÁRIOS
 
\\ PUBLICIDADE
Juba Supermercados
dunga
prisma 2
Contec Contábil
areeira monte verde
São matheus
\\EDITORIAIS
  • Agronegócio
  • Anúncios e Comunicados
  • Artigos
  • Cidades
  • Cultura
  • Economia
  • Educação
  • Esporte
  • Gastronomia
  • Geral
  • Humor
  • Meio Ambiente
  • Polícia
  • Política
  • Pontos Turísticos
  • Saúde e Bem Estar
  • Social
  • Utilidade Pública
  • Variedades
  • Galeria de imagens
  • Diário de Cáceres 2014 Copyright © Todos direitos reservados Desenvolvimento de sites