Expediente Anunciar Contatos Sábado, 18 de Agosto de 2018

fapanvest2018

Estado trabalha para reverter desabastecimento
Data:31/05/2018 - Hora:09h25
Estado trabalha para reverter desabastecimento
Ilustrativa

Desde o começo da crise de desabastecimento provocada pela greve dos caminhoneiros, o governo do Estado reuniu secretarias de Estado, Exército Brasileiro e Polícia Rodoviária Federal (PRF) em busca de soluções para a crise do desabastecimento, provocada pela paralisação de caminhoneiros em todo país.

Nesta quarta-feira a situação melhorou, com apenas um ponto de manifestação ao longo da BR-163, perto de Lucas do Rio Verde. “A paralisação é legítima, em parte ordeira e constitucional, temos que reconhecer e respeitar isso. O que estamos impedindo é a baderna, o desabastecimento de produtos essenciais para o cidadão”, disse o governador de Mato Grosso, Pedro Taques.

Taques disse que o cidadão já pode perceber que as ações do Estado estão surtindo efeito, seja quando procura combustível para abastecer ou quando vai ao supermercado fazer compras. “Já não há mais aquelas longas filas que vimos e a segurança já mostrou que os pontos de paralisação, em sua maioria, foram liberados de forma pacífica e ordeira”, afirmou o governador.

Segundo ele, a preocupação do Estado, neste momento, é garantir ao cidadão itens básicos, como o gás de cozinha. Já foi identificado um carregamento vindo de Paulínia, interior de São Paulo, para ser envasado no estado.

O secretário-chefe da Casa Civil, Júlio Modesto, tratou de tranquilizar a população. Segundo ele, a determinação é trabalhar 24 horas por dia, mesmo no feriado para garantir os produtos essenciais. “O governador é o grande articulador desse comitê e a determinação é de manter a população atendida mesmo com esse feriado”, concluiu.

Segundo ele, a expectativa é que o abastecimento melhore em até quatro dias. Ele garantiu prioridade para os municípios que decretaram situação de emergência, que subiu de 15 ontem (29.05), para 22 hoje (30.05).

"É uma preocupação do governador, muita coisa vem de fora do estado, estamos consiguindo fazer isso chegar à Cuiabá, mas a economia começa a sentir os reflexos disso", disse.  

Confira um panorama das ações já realizadas:

- Helicóptero Pantera, do Exército Brasileiro, levou 263 quilos de medicamentos ao Hospital Regional de Sinop.

- Vacinação contra Influenza prorrogada até o dia 15 de junho.

- Cirurgias eletivas estão suspensas até a próxima segunda-feira (04.06)

- Para pôr fim à greve dos caminhoneiros, o Governo Federal decidiu zerar a Cide/Cofins e PIS do óleo diesel, o que deve reduzir em R$ 0,46.

- O Governo de Mato Grosso conseguiu congelar no Confaz a pauta do valor do óleo diesel. Na prática, o diesel deixa de receber o aumento de 0,17 feito pela Petrobrás.

- Aeroporto de Cuiabá com combustível na reserva aguardando carga de Paulínia.

- Vacinação até o dia 17 de junho e comunicação até 20 de junho (febre aftosa)

- Indea editou a portaria 53/2018 com a possibilidade do produtor renovar o GTA que não foi usado.

- Governador apresentou a alteração da lei 6.338 que vai possibilitar os frigoríficos de Mato Grosso a aderirem ao SISBI.

- O Exército fez 70 escoltas, inclusive de cargas até Cuiabá.

- Carregamento de Gás de cozinha vindo de Paulínia para ser envasado em Mato Grosso.

- Combustível já chegando em Querência e no Distrito de Guariba (cidade de Aripuanã), que necessitam do combustível para os geradores de energia.

- Reconhecimento e segurança da linha férrea da Ferronorte.

- Caravana da Transformação - Segue normal no Gigante do Norte, em Sinop (realizando cirurgias até o dia 03).

- 80% dos alunos da rede estadual com aula normal (preocupação com merenda na próxima semana).

- Procon atuando desde o início da greve junto com a Decon (Delegacia do Consumidor).

- Alimentação nos presídios (Família pode levar alimento, flexibilização dos cardápios).

- Subiu de 15 para 22 o número de cidades que já decretaram situação de emergência: Chapada dos Guimarães; Itanhangá; Mirassol d’Oeste; Sorriso; Tangará da Serra; Água Boa; Campinápolis; Guiratinga; Nova Monte Verde; Nova Nazaré; Nova Olímpia; Paranatinga; Porto Alegre do Norte;  Ribeirãozinho; Nova Monte Verde. Novas cidades: Santa Cruz do Xingú; Brasnorte; Alto Araguaia; Terra Nova do Norte; Canabrava do Norte; Paranatinga e Porto dos Gaúchos.

O comitê de crise criado pelo governador Pedro Taques contou ainda com representantes da Fiemt (indústrias), setor atacadista (secos e molhados), distribuidoras de combustíveis, representantes do comércio, Exército Brasileiro e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

 


fonte: assessoria

»     COMENTÁRIOS
 
\\ PUBLICIDADE
Juba Supermercados
água prisma 2
prisma 2
jane
areeira monte verde
Contec Contábil
\\EDITORIAIS
  • Agronegócio
  • Anúncios e Comunicados
  • Artigos
  • Cidades
  • Cultura
  • Economia
  • Educação
  • Esporte
  • Gastronomia
  • Geral
  • Humor
  • Meio Ambiente
  • Polícia
  • Política
  • Pontos Turísticos
  • Saúde e Bem Estar
  • Social
  • Utilidade Pública
  • Variedades
  • Galeria de imagens
  • Diário de Cáceres 2014 Copyright © Todos direitos reservados Desenvolvimento de sites