Expediente Anunciar Contatos Sábado, 20 de Outubro de 2018

PANVET

P.Lacerda: vendedor ambulante confessa ter matado mulher após ser chamado de 'viado' durante sexo
Data:07/06/2018 - Hora:15h39
P.Lacerda: vendedor ambulante confessa ter matado mulher após ser chamado de 'viado' durante sexo
Ilustrativa

Vítima tinha 39 anos e foi agredida e esfaqueada no pescoço dentro da quitinete onde morava

 

Um vendedor ambulante de 29 anos foi preso em flagrante pela Polícia Civil pelo assassinato de uma mulher em Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá, no domingo (3). A vítima tinha 39 anos e foi morta com uma facada no pescoço, dentro da quitinete onde morava. A prisão ocorreu na segunda-feira (4).

À polícia, o homem, que não teve o nome divulgado, confessou que havia conhecido a mulher no dia em que o crime foi cometido. Ele disse que discutiu e esfaqueou a vítima após ser chamado de "viado" por não conseguir consumar o ato sexual.

De acordo com a polícia, a mulher foi encontrada na quitinete onde morava, no Bairro Vila Ebec. Ela estava de roupas íntimas e apresentava lesões na região da face, no pescoço e próximo a garganta.

As investigações apontaram que o suspeito e a vítima haviam se conhecido em um bar no domingo, onde o homem estava vendendo panelas e cadeiras. Ambos foram vistos deixando o local juntos e, segundo a polícia, ao ser localizado, o homem relatou que foi até a casa da vítima a convite dela.

Na ocasião do primeiro depoimento, o suspeito alegou que não conhecia a mulher antes daquele dia e que, na casa dela, eles tiveram relação sexual. Segundo o homem, o ato foi consentido pela mulher e ele deixou o local logo depois.

De acordo com o delegado Carlos Augusto do Prado Bock, a polícia comprovou que o vendedor foi a última pessoa que esteve com a vítima no dia do crime e que a quitinete não aparentava ter sido arrombada. Ainda segundo o delegado, a cena do crime sugeria uma possível luta corporal, entre outros fatos que indicavam o vendedor como suposto autor do homicídio.

Em novo depoimento prestado à polícia, o preso confessou o crime e descreveu toda cena, sendo autuado pelo crime de homicídio qualificado em feminicídio. Ele relatou que teria sido xingado pela mulher durante a relação sexual e que ambos passaram a discutir, passando a trocar agressões.

Para se defender, a vítima teria ido até a cozinha e, armada com uma faca, tentou feri-lo. Segundo o homem, ele empurrou a mulher, que caiu no chão e desmaiou. Com a mesma faca que a mulher teria usado para tentar se defender, o homem disse que desferido o golpe no pescoço da vítima, fugindo da casa em seguida.

 


fonte: G1 MT

»     COMENTÁRIOS
 
\\ PUBLICIDADE
água prisma 2
Juba Supermercados
prisma 2
jane
Contec Contábil
São matheus
\\EDITORIAIS
  • Agronegócio
  • Anúncios e Comunicados
  • Artigos
  • Cidades
  • Cultura
  • Economia
  • Educação
  • Esporte
  • Gastronomia
  • Geral
  • Humor
  • Meio Ambiente
  • Polícia
  • Política
  • Pontos Turísticos
  • Saúde e Bem Estar
  • Social
  • Utilidade Pública
  • Variedades
  • Galeria de imagens
  • Diário de Cáceres 2014 Copyright © Todos direitos reservados Desenvolvimento de sites