Expediente Anunciar Contatos Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018

unimed serviços credenciados

Samuel diz que quer tirar campus Jane Vanini de 'estado de dormência'
Data:27/11/2018 - Hora:10h01
Samuel diz que quer tirar campus Jane Vanini de 'estado de dormência'
assessoria

O professor Samuel Laudelino Silva, concorre ao cargo de Diretor Político- Pedagógico e Financeiro do CampusUniversitário de Cáceres “Jane Vanini” da Universidade do Estado de Mato Grosso - Unemat. A eleição acontece no dia 05 de dezembro próximo.

Samuel Laudelino, é bacharel e licenciado em Química e mestre em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso e doutor em Zootecnia pela Universidade Estadual de Maringá. 

Samuel Laudelino é professor adjunto nível 5 da Carreira do Magistério Superior, com regime de Dedicação Exclusiva, lotado na Faculdade de Ciências Agrárias e Biológicas do Câmpus Jane Vanini da Universidade do Estado de Mato Grosso, vinculado ao curso de Ciências Biológicas e com disciplinas de química e bioquímica no curso de Agronomia.

Iniciou sua carreira na Unemat no Câmpus Deputado Renê Barbour, em Barra do Bugres, em agosto de 2001, lá permanecendo até 2003. Retornando a Unemat em 2006, por ocasião da aprovação no concurso e posse no cargo de professor. Atuou no Câmpus de Pontes e Lacerda entre 2008 e 2014.

Em 2009, juntamente com uma equipe de professores propôs as instâncias competentes a criação do Núcleo de Formação, Pesquisa e Extensão em Agroecologia (Nater/Unemat). Desde 2009, no Nater/Unemat, desenvolve projetos de extensão agroecológica, em interface com a pesquisa e com a inovação tecnológica, executados principalmente com financiamentos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), tendo recebido recursos da Fundação de Amparo a Pesquisa de Mato Grosso (Fapemat), Ministério da Educação (Proext-MEC) e via parcerias com empresas privadas. O professor informa que em 2019 o Nater/Unemat possui previsão de recursos financeiros da agência alemã Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ), via Secretaria de Estado de Agricultura Familiar, assim como a liberação de recursos pelo CNPq para atender projetos já aprovados.

Atualmente o professor Samuel Laudelino coordena os projetos Centro Vocacional Tecnológico de Produção Orgânica e Agroecológica do Pantanal Mato Grossense (CVT-Pantanal) e Seminário Itinerante do Núcleo de Formação, Pesquisa e Extensão em Agroecologia (SI-NATER) ambos financiados pelo CNPq além destes executa projetos sem financiamento externo e uma parceria entre o núcleo NATER e a Autarquia Águas do Pantanal para a produção de compostagem.

Desde abril de 2016 o Prof. Samuel passou a atuar como assessor do Câmpus Jane Vanini, função que possibilitou compreender o funcionamento da gestão pública e dos sistemas de gerenciamento Fiplan, VG Sigpat e GPweb, tendo participado de curso de qualificação pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE/MT).  Na função de assessor do Câmpus, liderou o processo de elaboração do Procedimento Operacional Padrão – Água para atender as exigências de manutenção da potabilidade de água para distribuição à comunidade acadêmica. Este instrumento é determinado pela Portaria 05/2017 do Ministério da Saúde. Nesta mesma linha, trabalha atualmente na elaboração do Plano de Gestão de Resíduos Sólidos do Câmpus Jane Vanini. 

Relata ainda que compõe e preside o Comitê Local do Planejamento Estratégico Participativo, presidiu a realização da etapa local do 3° Congresso Universitário, dentre outras funções.  Em nível médio é técnico em administração e técnico em agropecuária o que segundo o Samuel Laudelino soma em sua forma de ver a gestão pública. 

Além do cargo de professor da Unemat, exerceu os cargos de professor do IFMT, da SEDUC-MT e da SMEC-Cuiabá. Exerceu também a função de químico em diversas prefeituras de Mato Grosso, trabalhando com tratamento de água e esgoto. Informa que sua experiencia no setor público é ampla, tendo inclusive sido investigador policial civil do Estado de Mato Grosso, todos cargos de carreira, assumidos por concurso público. Conforme o professor Samuel Laudelino, esta experiência universitária, estes diversos olhares de atuação profissional e o apoio recebido manifesto por docentes, técnicos e acadêmicos lhe encorajam a propor esta candidatura que segundo ele, não é individual, mas coletiva.

Na Unemat, Samuel Laudelino exerce atualmente diversas atribuições presidindo comissões técnicas e políticas, além de ser conselheiro do Colegiado Regional do Campus Jane Vanini, membro da Câmara de Extensão da Unemat e coordenador do Núcleo de Formação, Pesquisa e Extensão em Agroecologia, onde capta recursos para a execução de diversos projetos.

No decurso de sua carreira na Unemat foi membro de conselhos de colegiados de curso e colegiados regionais, e ainda membro do colegiado superior de Ensino Pesquisa e Extensão, além de representar a Unemat em diversas instituições da sociedade civil organizada. 

Com esse currículo e experiência em diversas frentes na universidade e fora dela, o candidato Samuel Laudelino diz estar preparado a assumir o cargo que pleiteia, visto que esse interesse se fundamenta em sua dedicação às causas e demandas da universidade e em especial aquelas do Câmpus Jane Vanini.

Segundo o candidato, como órgão gestor pedagógico-político e financeiro, este deverá promover o desenvolvimento da participação democrática que retrate seus atores sociais, sendo necessário em seu olhar, centrar numa visão humanista e tendo como premissa a cooperação entre os indivíduos.

Assim, segundo o candidato Samuel Laudelino, sua gestão pretende promover estabilidade e confiança para a comunidade acadêmica do Câmpus Jane Vanini, demonstrando que o Ensino, a Pesquisa e a Extensão serão trabalhadas durante o exercício da gestão de forma a assegurar aos docentes e técnicos plenas condições de executar suas atividades, aos acadêmicos as condições necessárias à realização de seus estudos, tendo também o objetivo de demonstrar que a democracia associada à transparência, à ética profissional e à valorização do servidor tornem o ambiente de trabalho aprazível para todos, de tal sorte que as atividades sejam desenvolvidas de forma mais saudável, com foco na excelência. Deste modo, garantiremos aos alunos que a satisfação em servir, agregada às práticas de ensino, pesquisa e extensão, poderá formar um profissional cada vez mais bem preparado para ingressar no mercado de trabalho, devendo cada egresso, devidamente qualificado, ao retornar a sociedade contribuir de forma a empoderá-la justificando a formação que recebeu.

O Professor Samuel reforça que o momento é de planejamento de todas as ações, em especial a médio e longo prazo. Nesse sentido o Planejamento Estratégico Participativo (PEP) implantado pela administração superior é a ferramenta ideal para a definição da universidade que queremos.  No PEP-Jane Vanini está tudo elencado de forma a atender princípios, valores, missão, visão que se enquadram no modelo sistêmico de metas, onde cada setor universitário terá metas e resultados a serem atingidos, respeitando as especificidades de cada faculdade e curso do Campus Jane Vanini. Samuel reforça que tem atuado fortemente a frente do PEP-Jane Vanini e que acredita que para o Campus avançar, e, sair desse estado de dormência, será necessário ter sua dinâmica e processos repensados numa ótica de gestão coletiva e por resultados.

Nesse sentido, parcerias externas junto aos municípios, a órgãos do estado e da união serão fundamentais. Samuel reforça que não será um Diretor só de gabinete, fará uso de toda a sua rede contato, construída ao longo de sua caminhada acadêmica para reforçar os elos de ligação entre o Campus Jane Vanini e a sociedade de forma trazer benefícios mútuos, a máxima é fazer parcerias, aproximar de todos em benefício do Campus Jane Vanini. Reitera que é necessário parcerias e trabalho coletivo. Todos precisam se sentir mais Unemat. A exemplo de parcerias Samuel diz que buscará inclusive parcerias com empresas privadas, porque, segundo o candidato existem meios para realizarem contribuições com instituição de ensino.

Segundo o candidato Samuel Laudelino para gerir o bem público é necessário vontade e coragem. Diz que possui essas virtudes e acredita que terá sucessos na condução do Câmpus Jane Vanini a um novo patamar.

Samuel Laudelino informa que registrou em seu plano de gestão, propostas que atendem a cinco diretrizes, as quais possuem objetivos e metas a serem atingidas, estas diretrizes levantadas de forma coletiva com a participação de professores, técnicos e alunos, quais sejam:

1.         Acadêmica – Ensino; Pesquisa e Extensão;
2.         Gestão humana;
3.         Gestão de recursos e infraestrutura;
4.         Gestão de aproximação com a sociedade civil organizada;
5.         Gestão de fortalecimento e autonomia das faculdades.   

Finalizando Samuel Laudelino destaca que é necessário fazer mais e diz que com apoio da coletividade fará muito, diz, teremos uma gestão inclusiva e transformadora levando o Campus Jane Vanini a um novo tempo na gestão.

Reforça que possui bom trânsito político com parlamentares e prefeitos. Conhecimento e parcerias já realizadas com o poder judiciário e ministério público, além de empresários. Reitera que estes gestores poderão contribuir com o desenvolvimento do Campus Jane Vanini de diversas maneiras mediante as parcerias as quais forem estabelecidas.

O candidato diz que os 13 cursos de graduação e os 9 programas de pós-graduação compreendendo 7 cursos de mestrado e 4 doutorados tem contribuição comprovada na formação e na capacitação de recursos humanos, indispensáveis para o desenvolvimento do Brasil e de Mato Grosso, especialmente para a região sudoeste, onde estamos localizados.

A Unemat é um grande portal de oportunidades e nós queremos demonstrar isso através da nossa gestão que será um elo de ligação entre a comunidade acadêmica e a sociedade.  Dessa forma afirma Samuel Laudelino, “tenho convicção que nossa determinação manifesta na coragem e na vontade de estar à frente dos problemas dessa unidade não será desperdiçada, teremos um novo tempo na gestão do Câmpus Jane Vanini”.

Nesse pensamento, Samuel Laudelino diz que em sua proposta de gestão consta o Plano de Desenvolvimento do Campus (PDC) o qual será constituído pelos três segmentos e cuidará de elaborar coletivamente o plano diretor do campus, dessa forma, frisa, saberemos o que e onde construir, teremos dentre outras obras, ruas, estação de tratamento de esgoto, espaços de convivência, teatro, prédio para professores e outras instalações na cidade universitária, já na unidade Cavalhada é necessário melhorar a organização de nossos espaços e possibilidades de novas construções. Segundo Samuel Laudelino, a equipe do PDC terá entre outras atribuições a de pensar, elaborar o plano de como será e encontrar os meios para a captação de recursos. Reitera que a promessa que faz é de gerir da melhor maneira possível o campus, trazendo inovações como a qualificação de servidores para a captação de recursos via Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR) a qual dialoga com agências internacionais.

Samuel Laudelino acredita que os princípios, os valores, a missão, a ética, a transparência são deveres institucionais da nova gestão e serão seguidos rigorosamente, fazendo despertar o sentimento de pertencimento à Unemat. 


fonte: assessoria

»     COMENTÁRIOS
 
\\ PUBLICIDADE
Prisma
Juba Supermercados
Contec Contábil
areeira monte verde
jane
\\EDITORIAIS
  • Agronegócio
  • Anúncios e Comunicados
  • Artigos
  • Cidades
  • Cultura
  • Economia
  • Educação
  • Esporte
  • Gastronomia
  • Geral
  • Humor
  • Meio Ambiente
  • Polícia
  • Política
  • Pontos Turísticos
  • Saúde e Bem Estar
  • Social
  • Utilidade Pública
  • Variedades
  • Galeria de imagens
  • Diário de Cáceres 2014 Copyright © Todos direitos reservados Desenvolvimento de sites