Expediente Anunciar Contatos Terça-feira, 25 de Junho de 2019

coc topo

Cáceres: vereador critica e Prefeitura se manifesta em nota oficial
Data:08/05/2019 - Hora:08h56
Cáceres: vereador critica e Prefeitura se manifesta em nota oficial
arquivo

O vereador de Cáceres, Cézare Pastorello (Solidariedade), denunciou em suas redes sociais a má administração do município. Segundo o parlamentar, o prefeito Francis Maris Cruz (MDB) vive dando desculpas para a sociedade, alegando que não tem dinheiro para resolver os problemas da cidade.

“O prefeito prefere se escorar na desculpa de que o problema foi a operação Fidare, na gestão passada, gestão dele mesmo. Menos desculpas, menos falação. Mais ação!”, afirmou.

No vídeo publicado por Cézare, o vereador expõe uma “fonte” de doenças, um esgoto a céu aberto que afeta a qualidade de vida dos moradores, também é um foco para o mosquito Aedes aegypti – transmissor de dengue, zika, febre amarela e chikungunya.

Entretanto, o descaso com a população não se resume à ignorância dos problemas no município, além disso, o parlamentar relata que Cáceres também não recebe recursos do Governo Federal para a Saúde. Devido à ineficiência, a cidade deixa de receber o montante de R$ 500 mil durante o ano.

“Eu peço para que não entregue a gestão sem receber os recursos federais, porque o senhor começou, há quase sete anos, recebendo os recursos. Agora, nós temos que gastar o dinheiro do povo. Sem receber o recurso federal, tem que fazer os pagamentos com dinheiro do município, que deveria ser aplicado em outras áreas”, pontuou.

Para resolver os problemas em Cáceres, o vereador Pastorello ressaltou que o Chefe do Executivo municipal precisa deixar seu gabinete e ir para as ruas da cidade. “Saia das redes sociais, pare de ficar espalhando mentiras e vá fazer seu dever de casa, que é administrar, prestar contas para que os recursos federais venham”, finalizou.

 

 

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Secretaria Municipal de Saúde de Cáceres esclarece críticas infundadas

Durante esses meses estamos sendo vítimas de inúmeros ataques do vereador Cezare Pastorello, que, num desserviço à população, tenta induzir as pessoas a ficarem contra a atual Administração Municipal, incitando revoltas contra esta Secretaria de Saúde, seus servidores e demais prestadores de serviços.

A Acusação

As alegações do douto vereador Cezare Pastorello não são pertinentes e não condizem com as reais necessidades da pasta da Saúde deste município. Essas ações do edil nos leva a crer que ele também não está interessado em resolver problemas, mas sim, criar outros.

Tudo começou quando o vereador se mostrou contra e criticou a saída do município do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste de Mato Grosso (CISOMT). Acusou os profissionais desta Pasta, na época, de cometerem perdas de recursos e de incompetência, mas, quando da apresentação aos vereadores, dos reais motivos que levaram o município a sair do Consórcio, o mesmo não compareceu na reunião, em mais uma demonstração de que está mais interessado na falta da verdade do que em ajudar o município em suas dificuldades. Sua ausência não lhe permitiu a oportunidade de assistir à demonstração dos fatos reais, incluindo a luta de anos para regularizar a situação de cobranças excessivas e em duplicidade, deixando transparecer que o povo não recebia aquilo que pagava e só queríamos esses ajustes na nova gestão.

Pastorello atacou a Secretaria de Saúde dizendo que a mesma se encontrava com “excesso de dinheiro na conta enquanto o povo padecia”.

O vereador parece desconhecer que existe um Planejamento e um Orçamento, dentro da Administração Pública e essas leis não foram burladas.

Somente a folha de pagamento desta Secretaria ultrapassa R$ 25.000.000 (vinte e cinco milhões de reais) ao ano.

Os fatos

Falamos de um Estado que decretou falência e busca seu equilíbrio financeiro. O nobre vereador deveria ter o conhecimento de que precisamos ter cautela e planejamento, sendo assim, ressaltamos que nenhum dos serviços foram paralisados, muito pelo contrário, abrimos novas unidades de saúde, equipamos outras, colocamos médicos nos lugares que nunca teve essa oportunidade, colocamos em atividade nossa ambulância UTI própria, aumentamos a frota de veículos (também a cota de combustível). Para cada implemento da saúde gera-se manutenção (dinheiro para manter as portas abertas).

Os abusos

Pastorello tem abusado de declarações que desrespeitam a nossa população, gestores, servidores sempre tentando induzir e incitar o ódio. Por causa disso, muitos de nossos servidores estão sofrendo desacato, ataques e agressões. A mentira tem levado algumas pessoas a pensar que nesta Secretaria ninguém trabalha ou faz nada por eles.

O vereador Cezare Pastorello faz ouvidos moucos para não perceber que a Saúde de Cáceres está muito melhor que quando o prefeito Francis assumiu esta Prefeitura. Reconhecemos que ainda falta muito para atingirmos uma prestação de serviço de excelência, mas o vereador bem poderia reconhecer os avanços e tudo o que está em andamento. Parece que ele não se lembra de como era o Postão antes da gestão atual, abandonado, e como a unidade de saúde está hoje. A UBS de Saúde do Caramujo foi recuperada sendo referência em boa estrutura para todo Estado, assim como a Unidade de Santa Isabel. O vereador Pastorello também não deve se lembrar de como era o atendimento do PAM, um caos, assim como também se esqueceu de que havia a falta de medicamentos, uma rotina nos postos de saúde do município. Não havia nem mesmo medicamentos essenciais, como soro, injetáveis e até mesmo oxigênio.

Oportunismo

Cezare ainda acusou a Secretaria de Saúde de “perda de recursos ACS e ACE”, o que não é verdade, pois ele deveria saber que toda e qualquer suspensão, vem através de uma Portaria Ministerial, a consulta pode ser realizada através do site:https://egestorab.saude.gov.br/paginas/acessoPublico/relatorios/relSuspensaoEquipeAB.xhtml.

O nobre vereador ainda faltou com a verdade quando disse que estivemos em Brasília, no gabinete do deputado Dr. Leonardo, pedindo ajuda para retornar esses recursos, quando o motivo foi solicitar ajustes de repasses ao município, através de emendas parlamentares.

Como bom oportunista de plantão, o vereador Pastorello se postou em redes sociais, mentindo e denegrindo nossa imagem, num ridículo papel, que desvirtua situações em favor de interesses mesquinhos.

Pastorelo se faz de “cavaleiro da verdade” e “paladino da justiça”, mas nada tem de justiceiro ou de modelo da verdade, além de não comparecer em momentos que sua presença se faz necessária, como quando da “Lei dos Médicos” que deixou de comparecer nas reuniões técnicas sobre esse assunto.

Explicando

O efeito suspensivo da Farmácia Básica ocorreu através das auditorias ministeriais e disparadas através da Operação Fidare, denunciada pelo prefeito Francis Maris. O município fez diversas tentativas de reaver o recurso federal, porém, esbarramos em diversos entraves, juntamente com o Conselho Municipal de Saúde, que veio a ser solucionado com o atual Conselho. Todos os gestores anteriores tentaram reverter o processo, lutaram, mas só agora finalizamos todos os requisitos.

Vale ressaltar que o maior bem público é a população e a nossa Farmácia Básica possui, já há alguns anos, 85% de medicações, atendendo nosso REMUME.

A realidade

Hoje, a realidade é outra. Já conseguimos avanços e novas metas de média e alta complexidade, somos gestão plena e estamos comprando diversos exames, como os de Ressônancia Magnética e Tomografia, entre outros, podendo atender 30% a mais da nossa população e ainda faturar pelo nível federal, para obtermos contrapartida.

Hoje, o município, que era zombaria e palco de noticiários em anos anteriores por falta de medicamentos, é exemplo para o Estado. Gestores de outros municípios ficam encantados com a realidade de Cáceres, inclusive com medicações sendo distribuídas em casa para os que necessitam.

O prefeito Francis Maris Cruz nunca deixou e nunca precisou de bajuladores, pois a população sabe quem ele é. Ele investiu do seu próprio bolso, não só uma vez, na aquisição de medicamentos quando foi necessário. Francis nos cobra trabalho honesto e ético.

Ninguém, hoje, fura fila de regulação para atender demandas de A ou B e ganhar votos, ninguém traz receitas de medicações para atender pedidos de A ou B e ganhar votos. Amigos de políticos ou seus eleitores não são passados na frente de outros que não possuem esse elo. Não há mais lugar para quem fazia desta Secretaria um palanque eleitoreiro. A política de mentiras e de interesse próprio acabou.

Hoje, trabalhamos para o coletivo e o bem comum prevalece, sem precisar bajular o prefeito, que nos dá total autonomia para administrar a Pasta.

Estou completando 1 ano e 2 meses à frente desta Pasta e nunca recebi uma visita do senhor Vereador Pastorello para nos ouvir, questionar ou sugerir algo. Prefere posar de ‘salvador da pátria nas redes sociais, o legislador que “vê” o que os outros vereadores não veem, aquele que “faz” o que ninguém mais faz.

Mas, aqui registro, com todo respeito, que muitos vereadores nos procuram para sugerir, ajudar, nos ouvir sem fazer palanque, sem denegrir a imagem das pessoas. São os representantes que realmente estão ocupados com a população, preocupados com o andamento da Saúde municipal, não faltam em reuniões quando convidados, opinam, são imparciais e muito têm nos ajudado com uma visão técnica e humanista. São pessoas que dedicam os seus preciosos tempos ao trabalho e não ficam em redes sociais prejudicando aqueles que não compartilham seus boletins ou comungam com o massagear de seu ego.

É difícil

Temos muitas dificuldades, falhas, somos todos humanos, logo, e tão logo, estaremos demonstrando ao nosso povo que não deixamos de atende-lo, mesmo diante de tantas dificuldades.

Os recursos da Farmácia Básica retornaram ao nosso município de forma retroativa e demostraremos ao nosso povo quem é que anda com mentiras. Somos obrigados a investir 15% (EC 29) de recursos próprios na Saúde, no mínimo, conforme lei federal, mas já chegamos a investir 27% de recursos próprios.

Nosso perfil

Tenho orgulho desta gestão que mudou a vida de muitos cacerenses, através do Sistema Único de Saúde-SUS, por meio do trabalho igualitário sem privilégios a ninguém. Continuamos trabalhando sem lesar ninguém ou bajular, até porque esse não é o perfil do líder com quem trabalho.

Nós temos a consciência do muito que fizemos pela saúde de Cáceres. Diariamente recebemos elogios sinceros da população aos nossos esforços. Mas, também temos a consciência de que nunca dissemos que nossa Saúde está no modelo ideal que sonhamos e necessitamos, na verdade. Por isso, contamos com toda a sociedade civil organizada, dependemos de todos os políticos, nos níveis federal, estadual e municipal, para, juntos, construirmos uma Saúde fortalecida, de qualidade e universal para Cáceres e, assim, para toda a região oeste de Mato Grosso.

Antônio Carlos de Jesus Mendes
Secretário Municipal de Saúde Interino


fonte: Muvuca Popular/Assessoria

»     COMENTÁRIOS
 
\\ PUBLICIDADE
Prisma
Juba Supermercados
jane
areeira monte verde
Contec Contábil
\\EDITORIAIS
  • Agronegócio
  • Anúncios e Comunicados
  • Artigos
  • Cidades
  • Cultura
  • Economia
  • Educação
  • Esporte
  • Gastronomia
  • Geral
  • Humor
  • Meio Ambiente
  • Polícia
  • Política
  • Pontos Turísticos
  • Saúde e Bem Estar
  • Social
  • Utilidade Pública
  • Variedades
  • Galeria de imagens
  • Diário de Cáceres 2014 Copyright © Todos direitos reservados Desenvolvimento de sites