Expediente Anunciar Contatos Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

patrulha cidadã

Experiências no Pantanal são apresentadas em Conferência
Data:20/06/2019 - Hora:11h06
Experiências no Pantanal são apresentadas em Conferência
assessoria

Experiências no Pantanal são apresentadas na 10ª Conferência Internacional de Educação Ambiental e Sustentabilidade

 

 

 

 

Experiências socioambientais brasileiras e estrangeiras foram apresentadas na 10ª Conferência Internacional de Educação Ambiental e Sustentabilidade, realizada pelo Sesc São Paulo, em Sorocaba. Entre os projetos selecionados estão duas ações desenvolvidas pelo Sesc Pantanal, o Borboletário do Hotel Sesc Porto Cercado e a Reserva Natural do Patrimônio Natural (RPPN) Sesc Pantanal. O evento reuniu 250 participantes, de oito países, entre os quais estão os principais pensadores da questão socioambiental no Brasil.

Com o tema "Modos de viver sustentáveis: o melhor de ambos os mundos", as palestras, oficinas, exposição, apresentações de trabalhos e atividades culturais se basearam nas temáticas centrais da Conferência: o estado da Terra, como ser comunidade e futuro fora do tempo.

O Sesc Pantanal fez a apresentação dos trabalhos denominados "Contribuições do Sesc ao Pantanal: pelos caminhos da RPPN Sesc Pantanal", que abordou a relevância da Reserva no contexto da conservação da biodiversidade, da pesquisa científica e da valorização e reconhecimento do Pantanal e o "Borboletário Sesc Pantanal: dando asas à educação ambiental", que tratou das repercussões sociais e ambientais deste projeto na comunidade e nos visitantes.

Com mais três mil borboletas de 17 espécies diferentes, o Borboletário é uma das atrações que encantam os hóspedes e visitantes do Hotel. Com 300 metros quadrados, o local é o habitat das borboletas, que deram início ao projeto social que apoia 25 famílias da região com até um salário mínimo mensal. As famílias integrantes da Associação dos Criadores de Borboletas de Poconé recebem os ovos das borboletas do Sesc Pantanal e, ao eclodirem como lagartas, são alimentadas até se transformarem em crisálidas. Nesta fase, elas voltam para a instituição, a partir da remuneração feita para as famílias. As borboletas nascem no Borboletário e completam o ciclo.

Já com a maior área de conservação particular do país, a RPPN Sesc Pantanal promove a conservação da biodiversidade em 108 mil hectares, o que equivale a 2% da extensão total do pantanal mato-grossense. A unidade foi declarada pela UNESCO como Zona-Núcleo da Reserva da Biosfera do Pantanal e, em 2003, foi reconhecida como Sítio Ramsar pela Convenção Ramsar de Áreas Úmidas.

“Sem dúvida o encontro trouxe ao centro do debate a importância de articularmos iniciativas de empoderamento das pequenas comunidades, de traçarmos estratégias de ação na conjuntura atual do país e fortalecermos identidades e o fazer coletivo”, disse a gerente de Pesquisa e Meio Ambiente do Sesc Pantanal, Cristina Cuiabália.

A bióloga destaca, ainda, que tais princípios estão estreitamente relacionados com o trabalho empreendido pelo Sesc Pantanal. “A instituição tem decidido, ao longo do tempo, por escolhas inspiradas na colaboração, na educação ambiental como processo integral e na permanência de ações efetivas em benefício do Pantanal”, conclui. O evento foi realizado neste mês.

 


fonte: Gabriela Sant’Ana

»     COMENTÁRIOS
 
\\ PUBLICIDADE
Juba Supermercados
Prisma
areeira monte verde
Contec Contábil
jane
\\EDITORIAIS
  • Agronegócio
  • Anúncios e Comunicados
  • Artigos
  • Cidades
  • Cultura
  • Economia
  • Educação
  • Esporte
  • Gastronomia
  • Geral
  • Humor
  • Meio Ambiente
  • Polícia
  • Política
  • Pontos Turísticos
  • Saúde e Bem Estar
  • Social
  • Utilidade Pública
  • Variedades
  • Galeria de imagens
  • Diário de Cáceres 2014 Copyright © Todos direitos reservados Desenvolvimento de sites