Expediente Anunciar Contatos Sábado, 18 de Novembro de 2017

cometa consórcio novembro

Macarrão:invenção dos chineses, famoso na itália e preferido do Brasil
Data:24/10/2013 - Hora:19h30
Macarrão:invenção dos chineses, famoso na itália e preferido do Brasil
ilustrativa
a massa deve a sua qualidade à Engenharia de Alimentos

Eleito o prato preferido da maioria das pessoas em 17 países, o macarrão tem um dia especial reservado somente para ele: Dia 25 de outubro é o dia mundial do Macarrão. De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Massas Alimentícias e Pão & Bolo Industrializados (Abina) o Brasil é o terceiro maior consumidor de massas do mundo, perdendo apenas para a Itália e os Estados Unidos. Existem mais de 500 variedades de tipos e formatos de macarrão dos quais 40 são produzidos no Brasil, sendo o espaguete o mais querido, presente em 98,7% dos lares brasileiros. De origem árabe e chinesas, apesar da Itália ser famosa pela produção e consumo do macarrão, com o passar dos anos, esse produto ganhou benefícios nutricionais comprovados devido à tecnologia pesquisada e aplicada pela Engenharia de Alimentos. “Existe uma receita básica, mas a melhoria da qualidade nutricional, cor do alimento, armazenagem adequadas nas embalagens é atribuída ao Engenheiro de Alimentos que é responsável por toda a cadeia produtiva, desde a escolha da matéria prima até o produto final já rotulado”, explic a engenheira de alimentos e professora universitária Luciana Gomes Malta. Segundo ela, para que todo esse processo ocorra, é necessário uma vasta gama de conhecimentos em física, química, matemática e biologia, além de conceitos de economia e administração. Este ramo da engenharia está baseado nas aplicações de recursos tecnológicos e na formação de profissionais que atuam nas principais etapas da cadeia de produção dos alimentos industrializados. Esse enfoque no processo produtivo em si diferencia esta área do conhecimento da nutrição, com o qual pode ser por vezes confundido. Não obstante, o engenheiro dos alimentos deve obrigatoriamente ter sólidos conceitos de nutrição, pois, de modo contrário, não seria possível a produção de alimentos com características nutricionais desejadas. Em Mato Grosso três instituições de ensino oferecem o curso de Engenharia de Alimentos: Universidade Estadual de Mato Grosso - Unemat, Instituto Federal de Mato Grosso - IFMT e Universidade de Várzea Grande - Univag. Depois de formado pela faculdade e registrado junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea), esse profissional pode atuar tanto na indústria alimentícia, como em indústrias de insumos, equipamentos e embalagens para a indústria alimentícia, empresas de serviços, órgãos e instituições públicas de fiscalização e auditoria, consultoria, bem como trabalhar em instituições de ensino e pesquisa.


fonte: Josemara Zago - Gecom/Crea-MT

»     COMENTÁRIOS
 
\\ PUBLICIDADE
Juba Supermercados
panvet
areeira monte verde
prisma 2
jane
Contec Contábil
\\EDITORIAIS
  • Agronegócio
  • Anúncios e Comunicados
  • Artigos
  • Cidades
  • Cultura
  • Economia
  • Educação
  • Esporte
  • Gastronomia
  • Geral
  • Humor
  • Meio Ambiente
  • Polícia
  • Política
  • Pontos Turísticos
  • Saúde e Bem Estar
  • Social
  • Utilidade Pública
  • Variedades
  • Galeria de imagens
  • Diário de Cáceres 2014 Copyright © Todos direitos reservados Desenvolvimento de sites