Depois de 29 dias do anúncio do governador, abertura dos 10 leitos de UTI-Covid no Hospital São Luiz não saiu do papel
Por Sinézio Alcântara
07/04/2021 - 16:56

Foto: reprodução

   Apesar do crescente número de casos de contaminação e óbitos por coronavirus, em Cáceres, o anúncio da abertura de 10 novos leitos de UTI-Covid, pelo governador Mauro Mendes e a direção do Hospital São Luiz, no dia 10 de março, há 29 dias, ainda não saiu do papel.

     A iniciativa, até agora frustrada, visava aumentar a assistência médica aos novos casos de covid-19, diante dos avanços da doença e aumento do número de óbitos no Estado e em todo país. Os leitos, conforme o anúncio, seriam inaugurados “nos próximos dias”.

     Na ocasião, a direção do HSL disse que a unidade já havia iniciado a contratação de novos profissionais. Explicou, que os casos de covid seriam atendidos em ala específica, distante de pacientes com outras enfermidades, sem comprometer os demais atendimentos como cirurgias eletivas e exames.

     Ressaltou que a inauguração dos leitos faria parte do empenho e nova pactualização entre o Governo do Estado de Mato Grosso, Prefeitura de Cáceres, Cisomt (Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste de Mato Grosso) e Pró-Saúde, gestora do HSL, para o atendimento de pacientes do SUS.

    Cobrada, no final do mês, a empresa gestora do hospital, informou através de sua assessoria de que havia adquirido insumos e medicamentos para aberta dos novos leitos e aguardava para os próximos dias a entrega.

    Informou ainda, por meio da Nota, que “devido à alta demanda nacional pelos produtos, incluindo sedativos e anestésicos, os atrasos na distribuição têm afetado toda a rede hospitalar no país”.

    Hoje, a gestora já não confirma que tenha adquirido os insumos. Em Nota encaminhada ao site Expressão Notícias, disse que segue trabalhando pela ampliação de leitos da UTI. E, que, apesar de habilitada “a unidade só recebe recursos para custeio de leitos após a realização dos atendimentos”.

    Em outras palavras disse que não existe insumos porque não dispõe de recursos, levando em conta que só recebe depois da realização dos atendimentos. Ou seja: como não realizou não recebeu e não tem leitos.

Veja a íntegra da Nota

       O Hospital São Luiz esclarece que, em consonância com o cenário nacional de escassez de insumos, profissionais qualificados e recursos financeiros, decorrente do aumento significativo de casos da Covid-19 em todo o país, segue trabalhando pela ampliação do número e leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

      Vale ressaltar que, apesar de habilitados junto ao governo do Estado, a unidade só recebe recursos para custeio de leitos após a realização dos atendimentos. O HSL já possui 10 leitos ativos de UTI e os insumos adquiridos estão sendo utilizados para garantir a operação com a segurança assistencial necessária.

 

 

 

 

 

 

 

 

Carregando comentarios...

Cidades

Aulas presenciais: aprovação adiada

05/04/2021 - 16:49