Expediente Anunciar Contatos Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

fael clique

Domingo é o Dia Mundial de Combate a Hanseníase, doença que em Cáceres é considerada endêmica
Data:29/1/2016 - Hora:16h20
Domingo é o Dia Mundial de Combate a Hanseníase, doença que em Cáceres é considerada endêmica
ilustrativa

No último domingo de janeiro (dia 31 próximo) comemora-se mundialmente o Dia de Combate a Hanseníase. A campanha este ano tem o slogan: “Hanseníase: Quanto antes você descobrir mais cedo vai se curar” e tem por objetivo alertar e divulgar a população sobre os sinais e sintomas desta enfermidade secular com intuito que as pessoas procurem as unidades de saúde via SUS (Sistema Único de Saúde) mais próximas de sua residência.

O munícipio de Cáceres ainda é considerado hiperendêmico em casos de Hanseníase, no ano de 2015 apresentou mais de 01 (um) caso para cada 10.000/habitantes sendo que O.M.S preconiza menos de 01/10.000 hab. “Obtivemos  32,9 de taxa de detecção, 34 casos novos notificados entre estes 03 crianças menores de 15 anos e a cura  atingimos 88%, (dados preliminares até novembro/2015). Os indicadores oficiais somente serão divulgados em março/2016”-afirma a equipe ambulatorial.

 A hanseníase é altamente infecciosa e de baixa patogenicidade em outras palavras, de 5 a 10% da população adoecem e 90 a 95 apresentam resistência contra a bactéria. Os sinais e sintomas para suspeição da doença é caracterizado por manchas esbranquiçadas ou avermelhadas acompanhadas na maioria das vezes com amortecimento, dor nos nervos periféricos (dor nas juntas braços e pernas), caroços no corpo, formigamento e câimbras em braços e pernas, perda de força muscular em mãos, pés e olhos. A anestesia ou amortecimento também é considerado um dos sintomas.

            É fundamental para o combate e controle deste agravo realizar junto aos profissionais de saúde as capacitações e bem como sua mobilização isto proporcionará a busca ativa de casos novos e contatos. A viabilidade da redução da cadeia de transmissão da doença encontra-se primeiramente no campo da sensibilidade dos profissionais de saúde em dar atenção às queixas dos sinais e sintomas dos usuários. Esta atenção permite uma maior chance de diagnóstico precoce propriamente dito.

E, dentro dessas atividades não podemos esquecer a continuidade das ações de educação em saúde na promoção que se refere e favoreça a redução do preconceito que envolve e permeiam a doença.

As pessoas que correm o risco de adoecer são os que chamamos de comunicantes, estes são indivíduos que convivem ou conviveram nos últimos 05 anos com portadores diagnosticados de hanseníase.

O Ministério da Saúde reforça a importância do diagnóstico no início da doença, do tratamento adequado e cura. Por isso a necessidade da eliminação das fontes de infecção sob o foco de reduzir e/ou minimizar os danos da bactéria Mycobacterium leprae o causador das incapacidades físicas resultantes do diagnóstico tardio, ou seja, doentes multibacilares sem tratamento.

            Em Cáceres:

Os exames como avaliação dermatoneurológico, teste de sensibilidade e a Pesquisa de Baar estão disponíveis no Ambulatório de Dermatologia Sanitária – anexo ao Hospital “O Bom Samaritano”, gerenciado pela Secretaria Municipal de Saúde há mais de 03 décadas bem como o tratamento e a medicação chamada de Poliquimioterapia – PQT.

Nas unidades Básicas de Saúde do município precisamente nas Equipes de Saúde da Família os profissionais estão capacitados para executarem o atendimento médico, enfermagem, diagnóstico, tratamento e acompanhamento cura e pós-cura.

A vigilância da Hanseníase inclui população e saúde publica para seu controle e futuramente sua eliminação.

           

            Equipe Ambulatorial que atende no anexo ao Hospital O Bom Samaritano:

PTNMSUS-SES/Resp. ADPS, Rose M. Costa.

PTNMSUS-SES, téc. Labor,  Roseneide Malaguti.

SMS-Enf. Jociély Mendes.

SMS-Enf. Pedro Moron.

SMS-Téc. Enfermagem, Márcia Meira.

SMS-Dra. Clara Batista,  Bioquímica.

SMS-Dra. Barbará, Médica Dermatologista.

SMS-Dr. Rafael Rodrigues, Médico Clinico.

SMS-Dra. Marisol Muniz, Médica Clinica e Tisiologista.

 

 


fonte: Diário de Cáceres e equipe ambulatorial

»     COMENTÁRIOS
 
\\ PUBLICIDADE
panvet
Juba Supermercados
São matheus
Contec Contábil
areeira monte verde
prisma 2
\\EDITORIAIS
  • Agronegócio
  • Anúncios e Comunicados
  • Artigos
  • Cidades
  • Cultura
  • Economia
  • Educação
  • Esporte
  • Gastronomia
  • Geral
  • Humor
  • Meio Ambiente
  • Polícia
  • Política
  • Pontos Turísticos
  • Saúde e Bem Estar
  • Social
  • Utilidade Pública
  • Variedades
  • Galeria de imagens
  • Diário de Cáceres 2014 Copyright © Todos direitos reservados Desenvolvimento de sites