Expediente Anunciar Contatos Sábado, 18 de Agosto de 2018

plano diretor

Em Cuiabá, pais lutam contra o preconceito à criança autista
Data:02/04/2018 - Hora:08h59
Em Cuiabá, pais lutam contra o preconceito à criança autista
assessoria

Transportador adesivou caminhão para chamar a atenção da sociedade contra o preconceito e em defesa da melhor qualidade de vida do autista
 
 
 
 
Seja pela diversidade de características ou pela falta de informação, o autismo ainda é motivo de discriminação, levando ao sofrimento tanto o autista como seus familiares. Em Cuiabá, pais lutam para combater o preconceito, como é o caso do empresário Eleus Vieira Amorim, que decidiu colocar nas ruas uma campanha de conscientização com o apoio da Associação de Amigos do Autista de Cuiabá (AMA).
 
Pai de uma criança portadora deste distúrbio de desenvolvimento, Eleus Amorim adesivou veículo de sua frota na luta contra o preconceito ao autismo. “Eu sinto diariamente na pele o preconceito como pai de um autista e com a atitude fazer uma campanha busco fazer com que as pessoas se conscientizem e colabore para a melhora da qualidade de vida do autista, fazendo novos multiplicadores daqueles que podem fazer a diferença”, ressalta o empresário.
 
Presidente da AMA, Kelly Cristina do Nascimento Viegas lamenta que muitas pessoas ainda tratem com preconceito a criança autista. “Infelizmente, sim. Acontece mais porque a doença não é visível e às vezes a criança é tachada de mal educada, birrenta, e em locais públicos há muita informação e ela não consegue filtrar e acaba entrando em crise”.
 
A AMA, explica Kelly Viegas, desenvolve ações de conscientização, passando informações à sociedade o ano todo sobre o autismo nas escolas, postos de saúde e fazendo palestras. “Trabalhamos também com os pais, porque às vezes o preconceito vem da própria família e por isso estamos fazendo ações mais fortes em busca da aceitação”, acrescenta.
 
Sobre a iniciativa do empresário Eleus Amorim, ela enaltece. “É uma iniciativa excelente, porque quanto mais a gente conscientizar a sociedade sobre o autismo, mais estaremos diminuindo a discriminação e nossos filhos sofrerão menos preconceito. Além disso, o adesivo no caminhão aguça a curiosidade das pessoas, levando-as a buscar informações sobre a doença e inclusive a descobrir dentro da própria casa casos de autismo ao observar melhor o comportamento das crianças. Ficamos emocionados com a postura deste pai”.
 
Luta mundial
 
O Dia Mundial do Autismo, comemorado dia 2 de abril, serve para ajudar a conscientizar a população mundial sobre o autismo, um transtorno no desenvolvimento do cérebro que afeta cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo.
 
A data foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 18 de Dezembro de 2007, com o intuito de alertar as sociedades e governantes sobre esta doença, ajudando a derrubar preconceitos por meio do esclarecimento.
 
No Brasil, o Dia Mundial do Autismo é celebrado com palestras e eventos públicos que acontecem por várias cidades brasileiras. Nesta data, vários pontos turísticos do país são iluminados de azul, cor que simboliza o autismo, que pertence a um grupo de doenças do desenvolvimento cerebral, conhecido por "Transtornos de Espectro Autista" - TEA.


fonte: Sandra Carvalho

»     COMENTÁRIOS
 
\\ PUBLICIDADE
dunga
Juba Supermercados
jane
prisma 2
São matheus
areeira monte verde
\\EDITORIAIS
  • Agronegócio
  • Anúncios e Comunicados
  • Artigos
  • Cidades
  • Cultura
  • Economia
  • Educação
  • Esporte
  • Gastronomia
  • Geral
  • Humor
  • Meio Ambiente
  • Polícia
  • Política
  • Pontos Turísticos
  • Saúde e Bem Estar
  • Social
  • Utilidade Pública
  • Variedades
  • Galeria de imagens
  • Diário de Cáceres 2014 Copyright © Todos direitos reservados Desenvolvimento de sites