Expediente Anunciar Contatos Quinta-feira, 23 de Maio de 2019

coc topo

Aumento de suicídios na região leva criação de núcleo do CVV em Cáceres
Data:13/05/2019 - Hora:09h47
Aumento de suicídios na região leva criação de núcleo do CVV em Cáceres
Sinézio Alcântara

O aumento considerável de suicídios na região, nos últimos cinco anos, está levando representantes do Ministério Público Estadual (MPE) e da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) a criar um núcleo do Centro de Valorização da Vida (CVV) em Cáceres.

A partir do final desta semana, de 17 a 26 de maio, representantes do CVV de Brasília estarão ministrando um curso gratuito para capacitação de voluntários para serem credenciados a rede. A ideia, de acordo com o promotor Rinaldo de Almeida Segundo, será capacitar, pelo menos, 100 pessoas voluntárias.

O Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, email e chat 24 horas todos os dias. No curso, os voluntários serão capacitados, exatamente, para trabalhar com o emocional das pessoas, geralmente, com doenças depressivas, que acabam levando ao suicídio, para prevenir e evitar o dano.

O maior número de suicídios, de acordo com o Ministério da Saúde, ocorre entre jovens em idade de 15 a 19 anos. As causas, conforme a professora Poliany Rodrigues, representante da Unemat, são diversas, mas, principalmente, questões financeiras e trabalhistas. O CVV, afirma ela, dispõe de estatísticas que revelam o número de pessoas que se matam, em cada Estado e região do país. Porém, de acordo com Poliana não são divulgados, principalmente, para evitar o incentivo de novos casos.
 
 
A professora explica que de cada 1 suicídio, cerca de 10 pessoas, da família ou próxima são impactadas. As formas enfatiza, também são variadas. Entretanto, assim como o número, a maneira das mortes, não é revelada para evitar o incentivo à prática.

A implantação do núcleo do CVV no município está definida. A unidade será denominada Associação Núcleo de Apoio à Vida de Cáceres. De acordo com o representante do Ministério Público, já foram cumpridas as etapas iniciais e agora resta apenas a capacitação dos voluntários. O núcleo será instalado no prédio do antigo Hospital O Bom Samaritano. O promotor ressalta que, após essa capacitação, os voluntários serão credenciados a rede e aptos para o atendimento. Assim que concluído o curso, o CVV nacional irá disponibilizar as linhas telefônicas para os atendimentos.

Histórico

Fundado em São Paulo em 1962, o Centro de Valorização da Vida é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal em 1973, mantenedora e responsável pelo Programa CVV de Valorização da Vida e Prevenção do Suicídio, desenvolvido pelos Postos do CVV em todo o Brasil. Através dos postos espalhados por todo o país, presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional, oferecido a todos.
 
 
Em 1977, começou a expandir-se para outras cidades do país, estando hoje em quase todas as capitais e diversas cidades do interior do Brasil. São aproximadamente 70 postos e cerca de 2.000 voluntários que se revezam para o atendimento 24 horas por dia, inclusive aos domingos e feriados. Esse atendimento é prestado por telefone 188, grátis para todo o Brasil, e-mail, pessoalmente nos postos e via chat, sendo a primeira entidade do gênero no mundo a prestar atendimento via chat. A história do CVV está registrada no livro “Como Vai Você – CVV, 50 anos ouvindo pessoas”, da Editora Aliança.

No dia 10 de março de 2017, o Ministério da Saúde firmou uma parceria com o CVV, permitindo que as ligações se tornassem gratuitas. Estados como o Rio Grande do Sul já permitiam ligações gratuitas desde 2015. Bahia, Maranhão, Pará e Paraná foram os últimos estados a terem gratuidade. A instituição é mantida com as contribuições dos próprios voluntários e por doações de pessoas e segmentos da sociedade. Tem personalidade jurídica e não está vinculada com qualquer religião, governo ou partido político. No Brasil, o CVV é reconhecido como serviço de utilidade pública pelo Ministério da Saúde, pertencendo às organizações do terceiro setor.


fonte: Sinézio Alcântara

»     COMENTÁRIOS
 
\\ PUBLICIDADE
Prisma
Juba Supermercados
Contec Contábil
areeira monte verde
jane
\\EDITORIAIS
  • Agronegócio
  • Anúncios e Comunicados
  • Artigos
  • Cidades
  • Cultura
  • Economia
  • Educação
  • Esporte
  • Gastronomia
  • Geral
  • Humor
  • Meio Ambiente
  • Polícia
  • Política
  • Pontos Turísticos
  • Saúde e Bem Estar
  • Social
  • Utilidade Pública
  • Variedades
  • Galeria de imagens
  • Diário de Cáceres 2014 Copyright © Todos direitos reservados Desenvolvimento de sites