Soneto do amigo
Por O Pensador
15/04/2012 - 00:19

Foto: arquivo
Soneto do amigo Enfim, depois de tanto erro passado Tantas retaliações, tanto perigo Eis que ressurge noutro o velho amigo Nunca perdido, sempre reencontrado. É bom sentá-lo novamente ao lado Com olhos que contêm o olhar antigo Sempre comigo um pouco atribulado E como sempre singular comigo. Um bicho igual a mim, simples e humano Sabendo se mover e comover E a disfarçar com o meu próprio engano. O amigo: um ser que a vida não explica Que só se vai ao ver outro nascer E o espelho de minha alma multiplica...
Carregando comentarios...

Cultura

Poema de Bruna Lombardi

15/04/2012 - 00:12
Cultura

Resenha: "A cama na varanda"

15/04/2012 - 00:02
Cultura

Lançamento: Sexo na Cabeça

14/04/2012 - 23:58
Gastronomia

Macarrão da madrugada

14/04/2012 - 23:49
Gastronomia

Pasta light de alho

14/04/2012 - 23:46
Utilidade Pública

Telefones úteis

14/04/2012 - 23:05
Cultura

Bob Dylan veta imprensa em seus shows

14/04/2012 - 23:01
Polícia

Canibais do agreste:Polícia busca parentes e corpos de outras vítimas

Os suspeitos usavam parte da carne das nádegas e das coxas das vítimas no recheio de salgados como coxinhas e empadas
14/04/2012 - 22:11
Economia

Salário mínimo:Governo projeta R$ 667,75 para 2013

Segundo a ministra Miriam Belchior, o Brasil tem condições de manter a geração de emprego e renda
14/04/2012 - 22:05
Cultura

Documentário:Entre Brasil e Bolívia

14/04/2012 - 22:02
Artigos

Tendências da pecuária

14/04/2012 - 21:45
Cidades

Lançada a programação do 32º FIPe

14/04/2012 - 21:18
Artigos

Infância

14/04/2012 - 20:51
Meio Ambiente

SEMA lança livro sobre os ninhais do Pantanal

14/04/2012 - 20:45