Servidores municipais podem entrar em greve na próxima quinta,22
Por ZAKINEWS/Wilson Kishi
17/08/2013 - 10:33

Foto: Wilson Kishi
Pela quarta vez este ano, os servidores da prefeitura de Cáceres entrarão em Greve Geral. Pela proposta aprovada em Assembleia Geral na tarde/noite de ontem (16) na sede do Sindicato dos Servidores Públicos Municipal – SSPM, os funcionários param suas atividades a partir da próxima quinta-feira (22). Os servidores se reuniram para avaliar a resposta do prefeito Francis Maris Cruz (PMDB), que informou da necessidade de realizar estudo e levantamentos para assegurarem a legalidade aos atos e não apresentou proposta de reposição salarial, inclusive aos que ganham menos de um salário mínimo. O prefeito foi representado pelo secretário de Planejamento Leandro Xavier e o Procurador Geral do Município, Renato Cunha, que participaram da Assembleia. Leandro explanou as dificuldades por que passa a prefeitura e a baixa arrecadação que deixa hoje, o percentual acima dos 51,3% que é o limite prudencial. O secretário mostrou a necessidade de formar logo a comissão para levantamento e avaliação de toda a situação e encontrar soluções para apresentação de proposta de reajuste na tabela salarial dos funcionários. Por vários momentos o clima foi tenso. Alguns servidores, revoltados com a indefinição por parte do Executivo e com a postura dos representantes do prefeito chegaram a exaltar com as palavras. Para Leandro, “se não caminhar juntos, dificilmente vamos encontrar soluções”, disse. “A comissão vai trabalhar para estipular metas, e se atingir a meta, vamos executar a proposta. Agora, se não atingir a meta, vamos ver porque não atingimos”, explicou Xavier. Os argumentos do secretário e do procurador do município, não foram suficientes para convencer os servidores a não aderirem nova greve. Leandro e Renato chegaram a expor que, durante o período de greve, todos perdem principalmente a prefeitura que deixa de arrecadar e isso eleva o percentual de gastos com pessoal, dificultando ainda mais. Segundo informou o secretário Leandro Xavier, hoje a prefeitura tem, mais ou menos, 1500 servidores efetivos e aproximado 350 contratados para uma folha salarial de R$ 4 milhões de reais, para uma Receita Corrente Líquida que gira em torno de R$ 7,5 a R$ 8 milhões de reais, atingindo um percentual de 52,8%, ultrapassando 1,5% do limite prudencial de 51,3%. Esses números, segundo o secretário, inviabilizam o prefeito apresentar qualquer tipo de proposta ao Sindicato. Por fim, a proposta de paralisação total dos servidores foi aprovada por aclamação, assim como a escolha dos nomes dos funcionários que representarão o sindicato na Comissão para o estudo da Tabela Salarial: representando o SSPM, Claudiney de Lima Pinto, Fábio Vicente e Denis Cavalcante; da Educação, a professora Wanclea Matos Sobrinho Brandalize; e o enfermeiro Dário José Ferreira que vai representar a Saúde.
Carregando comentarios...

Saúde e Bem Estar

Vacinação:Campanha visa atualizar caderneta

17/08/2013 - 00:09
Polícia

Arsenal estava enterrado em chácara

17/08/2013 - 00:02
Cultura

Pitt e Fawcett

16/08/2013 - 10:56
Polícia

3 homens roubam avião no interior

16/08/2013 - 10:23

Warning: Unknown: open(/var/lib/php/session/sess_v6mqgbj3fdd3nb05aom82bdgt7, O_RDWR) failed: Permission denied (13) in Unknown on line 0

Warning: Unknown: Failed to write session data (files). Please verify that the current setting of session.save_path is correct (/var/lib/php/session) in Unknown on line 0