Expediente Anunciar Contatos Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

cometa consórcio novembro

Acrimat emite nota oficial sobre a Operação Carne Fraca
Data:23/03/2017 - Hora:07h18
Acrimat emite nota oficial sobre a Operação Carne Fraca
divulgação

Desde o início da crise deflagrada pela Operação Carne Fraca da Polícia Federal, a Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) e a Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) têm acompanhado as notícias e conversado com as principais lideranças do país.

Inegavelmente, o caso é grave e nos causa grande preocupação porque, nesta ordem, envolve a segurança dos alimentos que são colocados nas mesas de nossas famílias, atinge toda a cadeia produtiva brasileira de produção de proteína animal, coloca em risco o emprego de milhões de empregados da indústria frigorífica e o sustento de outros tantos milhões de produtores rurais, sejam eles pequenos, médios ou grandes.

Os casos levantados pela Operação Carne Fraca são crimes e preocupantes sim, mas destacamos mais uma vez, são pontuais. Lembremos que mesmo os países onde a corrupção é praticamente inexistente não ficaram livres da má conduta de alguns poucos profissionais. É só relembrarmos a crise da Vaca Louca na Inglaterra ou a venda de carne de cavalo para consumo humano na França.

O Serviço de Inspeção Federal Brasileiro é considerado um dos mais eficientes e rigorosos do mundo. E não poderia ser diferente diante da posição de liderança mundial na produção de alimentos que o país conquistou e da confiança dos mercados consumidores mais exigentes do planeta que fazem inspeções regulares para averiguar a qualidade dos produtos que compram e que consomem.

Rapidamente as autoridades e lideranças do setor se reuniram para tratar do assunto de forma responsável, garantindo em diversas manifestações que os problemas são pequenos se comparados ao número total de indústrias e colaboradores que compreendem a cadeia. No entanto, o arranhão na imagem do Brasil foi feito e precisaremos trabalhar arduamente mais uma vez – nós produtores rurais, nós lideranças das entidades representativas e o Governo – para restaurar a confiança em nossa carne e em nosso trabalho.

A Famato e a Acrimat entendem que o momento é de incertezas e de acomodações no mercado e manifestam apoio ao setor industrial e ao governo na negociação e certificação da qualidade da carne produzida no país.

As entidades discordam das empresas que utilizam o atual momento para manipular o mercado e pressionar o preço da arroba. A produção de carne em Mato Grosso, bem como em todo o Brasil, depende da parceria de todos os integrantes da cadeia produtiva.

Esta tempestade vai passar – como tantas outras que enfrentamos – porque nossa produção é forte, consolidada e de qualidade. #carnebrasileira#carneforte #orgulhodeseragro

 


fonte: assessoria

»     COMENTÁRIOS
 
\\ PUBLICIDADE
água prisma 2
panvet
jane
prisma 2
São matheus
Contec Contábil
\\EDITORIAIS
  • Agronegócio
  • Anúncios e Comunicados
  • Artigos
  • Cidades
  • Cultura
  • Economia
  • Educação
  • Esporte
  • Gastronomia
  • Geral
  • Humor
  • Meio Ambiente
  • Polícia
  • Política
  • Pontos Turísticos
  • Saúde e Bem Estar
  • Social
  • Utilidade Pública
  • Variedades
  • Galeria de imagens
  • Diário de Cáceres 2014 Copyright © Todos direitos reservados Desenvolvimento de sites