Expediente Anunciar Contatos Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

cometa natal1

Fronteira: base aérea é considerada essencial
Data:12/08/2017 - Hora:09h58
Fronteira: base aérea é considerada essencial
Tony Carlos

Grande parte dos debatedores na audiência pública “Zona de Fronteira, Tráfico de Drogas e o Crime Organizado”, em Cáceres, defendeu a instalação de uma base aérea em Mato Grosso e a criação de políticas públicas especialmente voltadas para a prevenção. O major da Polícia Militar Danilo Segóvia Moreira foi o primeiro a falar.

O juiz Geraldo Fernandes Fidelis Neto, da 2ª Vara Criminal de Cuiabá, reforçou que a integração é fundamental, bem como ações preventivas e repressivas. Segundo o magistrado, pessoas aliciadas para fazer o serviço de “mula” chegam a receber R$ 100,00 por 1kg de droga trazida da Bolívia. Para ele, as bases aéreas instaladas atualmente em Campo Grande (MS), Vilhena (RO) e Anápolis (GO) não conseguem cobrir a fronteira mato-grossense. “Essa luta precisa ser abraçada pela bancada federal. Que a consulta pública possa levar esse eco para Brasília”, conclamou.

O senador José Antonio Medeiros disse estar lutando para que essa demanda seja atendida. Esclareceu que a questão financeira é um grande impedimento e que está à disposição e o vereador Rosinei Neves da Silva, que também é investigador de polícia, apresentou um projeto para instalação da Guarda Mirim em Cáceres.

O procurador do Ministério Público Federal Felipe Antônio Abreu Mascarelli lembrou que o Brasil está em guerra contra o crime organizado, a corrupção e a miséria. Defendeu que a população não tem bons exemplos e que é preciso haver uma mudança de cultura para que o país saia dessa situação.

Após os debates, a desembargadora corregedora Maria Aparecida Ribeiro fez a entrega oficial de 500 cartilhas doadas pelo Poder Judiciário de Mato Grosso para reativação do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) na comarca. O material foi entregue à Polícia Militar, atendendo a um pedido da juíza Alethea Assunção Santos. A retomada do programa foi um dos resultados da audiência.

A corregedora Maria Aparecida Ribeiro agradeceu a equipe responsável pela organização do evento, às autoridades bolivianas pelo comparecimento e participação e à Unemat por ter cedido o espaço e o desembargador Marcos Machado, coordenador da Comissão Especial sobre Drogas Ilícitas do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, concluiu os trabalhos, parabenizando a CGJ-MT pela iniciativa.


fonte: Correio Cacerense

»     COMENTÁRIOS
 
\\ PUBLICIDADE
panvet
Juba Supermercados
Contec Contábil
prisma 2
areeira monte verde
jane
\\EDITORIAIS
  • Agronegócio
  • Anúncios e Comunicados
  • Artigos
  • Cidades
  • Cultura
  • Economia
  • Educação
  • Esporte
  • Gastronomia
  • Geral
  • Humor
  • Meio Ambiente
  • Polícia
  • Política
  • Pontos Turísticos
  • Saúde e Bem Estar
  • Social
  • Utilidade Pública
  • Variedades
  • Galeria de imagens
  • Diário de Cáceres 2014 Copyright © Todos direitos reservados Desenvolvimento de sites